Dicas para manter a forma durante a gravidez

Não tem jeito! Recebemos o resultado do positivo e primeiro um turbilhão de emoções toma conta da gente: alegria, medo, insegurança. Afinal, o que esperar dessa nova fase? Mães de primeira viagem, pela inexperiência, chegam a sofrer com antecedência pois tudo é novo. A minha primeira gestação eu não via como uma mar de rosas, recheado de alegrias não! Claro que eu estava super feliz, mas tinha medo de ficar doente e algo acontecer ao bebê, tinha medo quando o bebê não mexia, tinha medo de como seria ser mãe e, principalmente, como educar a minha filha para os dias atuais, onde os valores parecem estar invertidos: escola, amigos, drogas, faculdade ... tudo isso passa pela mente da nova mamãe.

E ai começamos com uma alimentação mais saudável. Cortamos refrigerantes, chocolates e muitas vezes o feijão. Mas atenção, o ideal é que você procure uma nutricionista para fazer o seu acompanhamento, passando o cardápio do que você pode ou não pode comer.

Um outro fator, que sempre traz incerteza e medo as grávidas é o ganho de peso na gravidez. O fato é que sim, você ira ganhar uns quilos a mais, afinal você tem um bebê dentro da sua barriga. Por isso um acompanhamento com a nutricionista é super importante. Outro ponto, que sempre gera incertezas, é: eu posso fazer atividades físicas durante a gravidez?


O período gestacional promove diversas mudanças e adaptações fisiológicas na mulher, exigindo assim maior atenção e cuidados especiais para uma gravidez saudável. Como consequência das alterações físicas e psicológicas, muitas gestantes podem sentir desconfortos nesse período. Para proporcionar melhor qualidade de vida para a mãe e para o bebê, os exercícios físicos podem ser um bom aliado.



Daniel Barsottini, mestre em Educação Física e criador do projeto Além das Curvas, programa de treinamento voltado exclusivamente para mulheres, com a missão de contribuir para o bem-estar e a autoestima feminina, dá dicas de exercícios físicos ideais para as gestantes manterem a boa forma de maneira saudável.



Manter a regularidade de forma leve e moderada
Há um consenso em diversas pesquisas científicas de que o exercício físico praticado de maneira regular e contínua, realizado com uma intensidade leve a moderada, desde que não haja contraindicações a sua prática, proporciona diversos benefícios. Durante o período gestacional, exercícios físicos de alta intensidade devem ser evitados, assim como os praticados com a mulher deitada.

Exercícios certos são aqueles que diminuem a dor e fortalecem, mas cuidado...
Entre exercícios indicados para gestantes estão a musculação, o treinamento funcional, pilates, alongamento, hidroginástica, caminhada, bicicleta ergométrica e/ou atividades recreativas. A atividade física moderada durante a gestação também pode contribuir para o parto e no controle de peso, melhora da capacidade funcional e diminuição da intensidade da dor na região lombar, além do fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico, que na gestação é de extrema importância pois diminui a incidência de incontinência urinária, durante e após o parto. Mas cuidado. É recomendado evitar atividades de contato ou com risco de queda, como lutas e ciclismo, e manter-se hidratada, para auxiliar no controle da elevação da temperatura da gestante e do bebê.

Avaliação médica para as gestantes que nunca fizeram exercícios
Mulheres que não praticavam exercícios antes da gestação ou que têm alguma restrição médica, devem passar por uma avaliação antes de começar a prática de atividade física. O acompanhamento médico é sempre necessário e as recomendações devem ser acrescentadas à rotina de exercícios das gestantes.

Quantas vezes por semana treinar e qual a intensidade?
A Organização Mundial de Saúde, o Centers for Disease Control dos Estados Unidos, o Americam College of Sports Medicine, o American Heart Association e o American College of Obstetrician and Ginecology definem como recomendações de interesse na prescrição de exercícios durante a gravidez priorizar exercícios leves ou moderados, que envolvam grandes grupos musculares e ritmo contínuo, realizados pelo menos três vezes por semana, de 30 a 60 minutos.

Recomenda-se seguir os exercícios após o parto
No pós-parto, não ocorrendo nenhuma complicação, a Sociedade Brasileira de medicina do Esporte afirma que os exercícios podem ter início em 30 dias após o parto normal e 45 dias após a cesariana - sempre com a liberação médica. A falta de atividade física regular é um dos fatores associados a um risco maior de doenças durante e após a gestação.

Vale lembrar que algumas atividades são expressamente proibidas durante a gestação:



Você pode conferir aqui no blog várias dicas para gestantes:

12 segredos para amenizar o inchaço na gravidez
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Google+ Followers

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários