Hoje o dia é dela... Parabéns Lia

Pois é mamães, o tempo passa e não perdoa e cabe a nós apenas uma coisa, além de cuida e amar: aproveitar cada segundo ao lado das nossas crianças. Eu, mesmo trabalhando pouco pois lecionava e tinha horários bem flexíveis e com isso pude acompanhar tudo sobre o desenvolvimento da Lara, tive ainda mais tempo de curtir as meninas quando a Lia nasceu pois parei de trabalhar. Tenho orgulho em dizer que pude acompanhar tudo!!!! o primeiro sorriso, a primeira gargalhada, a primeira vez que ela sentou, engatinhou, comeu a sua frutinha e papinha, deu seus primeiros passos, foi pra escolinha. E sempre estava lá, cuidando e dando incentivo e amor. Tudo que os pequenos precisam.

As gestações nunca são iguais. Confesso que assim que engravidei, uma gravidez planejada e desejada, achava que era um menino. Sentia muito mais enjoo. Sem contar que pela genética paterna - os homens é que dão o sexo aos filhos - a chances de ser um menino eram bem maiores. Mas como eu queria outra meninas. E Deus me deu esse presente, pelo qual sou muito grata. Hoje, tenho a Lara de 6 anos e a Lia que completa hoje 3 anos fora da barriga da mamãe.


Era dia 04/11 e as contrações cada mais mais frequentes e fortes. Fomos ao hospital. Marido nervoso e apreensivo e eu com um pote de sorvete nas mãos. Passamos na minha mãe pra deixar a Larinha que tinha 3 aninhos. Fomos ao hospital. Apenas um centímetro de dilatação, como aconteceu com a Lara. No exame, o médico foi verificar a cor do líquido da bolsa, pois estava de 41 semanas e ... a bolsa estourou. Pelo histórico ele logo disse: vamos fazer uma cesariana! Eu, como já tinha passado por uma, não hesitei dessa vez. Na primeira fiquei 10 horas em trabalho de parto e não tive mais de 1 cm de dilatação. Então, fui para o centro cirúrgico e à 1h05 da madrugada a Lia nasceu pesando 4.250g com 53cm. Um bebezão lindo!


Essa princesa linda, que já tinha nome escolhido desde que eu estava grávida da Lara, nasceu cheia de saúde e olha, era uma gulosa. Super saudável. E olha que quando ela nasceu eu estava com conjutivite \0/. Mas correu tudo bem e ela não pegou. Máximo de cuidado e eu me recordo!

Hoje ela está enorme. Tem um temperamento bem diferente do da Lia. É mais centrada, mais independente, mais geniosa, mas é também mais carinhosa, ainda pede colo, beija muito, abraça e diz "essa é a minha mamãe". Só dorme comigo ao lado. Ela é puro carinho e dengo.


Um bonequinha linda, cacheada, olhos verdes, super inteligente que com apenas dois anos já conhecia todas as letras do alfabeto, reconhecia o seu nome, contava até dez, cantava em inglês. Ela é muito, muito inteligente. E eu espero que Papai do Céu tenha grandes planos não só pra ela quanto para a irmão, pois sei que ela serão amigas para o resto da vida, companheiras inseparáveis. Ela serão e terão uma a outra a vida toda, e como elas se dão bem - salvo em alguns momentos, esses de criança mesmo onde sempre sai uma faísca hahaha.

Não poderia jamais deixar de registrar aqui a minha alegria nessa data de festa!
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Google+ Followers

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários