Como pagar menos na compra do material escolar?

A crise que se instalou no país em 2008, com altos e baixos, influencia diretamente nas famílias. E para quem tem filhos a preocupação é ainda maior no início do ano. Além do IPTU, IPVA, do leite e das fraldas, você tem sempre um gasto extra nessa época: a compra do material escolar!

A dica é sempre a mesma: pesquisar e pesquisar muito. Normalmente as escolas particulares deixam as listas nas papelarias e você consegue uma "prévia" em apenas uma ligação. Mas vale pesquisar também nas lojas on line, porque muitas vezes elas apresentam um preço melhor já que não possuem uma série de despesas que uma loja física possui.


Muitas escolas colocam sugestões de marcas - porque na verdade é proibido obrigar os pais a comprarem uma determinada marca. A dica aqui é dar uma chance às marcas menos conhecidas e que possuem qualidade. Se o seu filho estiver no maternal ou jardim a atenção é redobrada na compra de materiais, para que a saúde dele e das outras crianças não fique em risco com o uso de produtos não recomendados (tóxicos) como massa de modelas e canetinhas.

Confira aqui algumas dicas da especialista Nathalia Arcuri e economize na compra do material escolar do seu filho nesse início de ano:


Chame a criançada para uma conversa franca
Tratar o assunto com verdade e franqueza é a melhor maneira de conquistar o apoio das crianças. “Avise que este ano os cadernos, fichários e outros itens da lista de material serão mais simples num primeiro momento, mas que o desafio da família será dar uma cara nova àqueles objetos através da customização”, ressalta a educadora. Sabemos que eles gostam sempre de cadernos e acessórios de personagens e o mais complicado para os pais é realmente ter que convencer o filho a comprar um caderno normal, pois eles possuem um preço bem mais em conta, inclusive da mesma marca.

Faça a própria lista
Aproveite o que não foi usado no ano passado e reaproveite o que ainda pode ter longa vida. Réguas, estojos, dicionários, pastas e outras ferramentas de só depois faça a lista com os itens necessários. Aqui eu sempre pego a lista e vou selecionando o que já tenho e cortando da lista. Coisas com uso comunitário por exemplo, como lenços umedecidos, não precisam ser de marcas famosas, desde que sejam apropriados.

Compare preços
“Usar a internet para buscar os preços mais baratos e fazer uma pesquisa de campo nas lojas do bairro para saber a média de preços da região é economizar!”, lembra Nathalia Arcuri. Pesquise os itens mais caros mas não despreze a diferença de valores entre os itens mais baratos da lista, como lápis e borracha, por exemplo. Dependendo da papelaria a diferença de preço em apenas um item pode chegar a duzentos porcento. Isso mesmo, vocês não leram errado não! Por isso pesquisar faz toda a diferença, nem que você precise dividir a mesma lista e comprar em vários lugares diferentes.

Compre em grandes quantidades
Atacadistas costumam ter os melhores preços, desde que se compre em grandes quantidades. Neste sentido a frase “a união faz a força” se mostra um lema a ser levado a sério. Ligue para os amigos, pais dos colegas, pergunte no escritório e reúna o maior numero de pessoas para comprarem os itens da lista no atacado.

Busque livros didáticos em sebos virtuais.
Os livros didáticos podem pesar bastante no orçamento e a busca em sebos virtuais como oestantevirtual.com.br pode reservar gratas surpresas. É possível encontrar livros novos por menos da metade do preço e seminovos por menos de R$5,00.

Deixe as crianças em casa e fuja dos licenciados
O caderno do desenho animado preferido estará bem alí na entrada da loja ou quem sabe organizado em um belo display ao lado de canetas, lápis e bloco de anotações do mesmo personagem. Objetos licenciados têm o valor do personagem embutido no preço e por isso custam muito mais caro. “Para evitar ceder aos pedidos das crianças e conflitos desnecessários na hora da compra, deixe os pequenos em casa”, reforça Nathalia Arcuri.

Ponha a mão na massa
Comprou o caderno basico na promoção? Que tal customizar a capa com recortes e colagens dos personagens prediletos do seu filho? A internet está repleta de tutoriais que ensinam a transformar peças simples em objetos de desejo da criançada com custo próximo a R$0. 

Aproveite as dicas e economize. Essa é uma dica que não vale apenas para tempos de crise mas sempre! Guarde o dinheiro extra e faça uma poupança para seus filhos.
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

4 comentários:

  1. Olá Ariane!!
    Com os preços às alturas, o planejamento tem sido a ordem do dia! Ainda mais no material escolar, cada vez mais caro!
    Beijos e linda semana pra ti! =)
    www.deliciasdavodeo.com.br

    ResponderExcluir
  2. ótimo post, amiga, como sempre, dicas preciosas!!! valeu... aqui, esse ano vou dar uma de louca... a escola sempre pede 1 zilhão de cadernos e todo o ano sobra caderno disso e daquilo.... pois bem, este ano, o Ali vai continuar a usar os cadernos do no passado que ainda estão com mais de 50% em branco... bjs

    ResponderExcluir
  3. Dicas ótimas, na minha época de escola era um caos x.x

    http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Google+ Followers

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários