#OutubroRosa - Mutirão de Reconstrução Mamária


Mutirão de reconstrução mamária levanta discussão sobre o assunto durante o Outubro Rosa

A ação realizada pela Associação Brasileira de Portadores de Câncer (AMUCC) e apoiada pela Allergan chega ao quarto ano
 
O mês de outubro marca o calendário por ser dedicado à conscientização do câncer de mama. Um passo importante para a recuperação da mulher é a cirurgia de reconstrução, que embora garantida por lei, ainda beneficia apenas uma pequena parcela das pacientes que são submetidas à mastectomia. Pensando em garantir que mais pacientes tenham acesso ao procedimento, o cirurgião plástico Henrique Muller promove desde 2011 o Mutirão da Reconstrução Mamária em Florianópolis. A ação conta com o apoio da Associação Brasileira de Portadores de Câncer (AMUCC) e da farmacêutica Allergan.
 
Nesta edição, o médico irá operar seis pacientes, de forma gratuita, nos dias 16 e 18 de outubro. “As pacientes selecionadas têm histórias de superação surpreendentes. Algumas delas esperam há mais de 10 anos para fazer a reconstrução”, conta Dr. Henrique Muller. As participantes fazem parte do Grupo de Apoio à Mulher Mastectomizada (GAMA), do Centro de Pesquisas Oncológicas de Santa Catarina, em Florianópolis. As cirurgias irão ocorrer na Casa de Saúde São Sebastião com o suporte dos Serviços Integrados de Anestesiologia (Sianest). O apoio da Allergan acontece por meio da doação dos implantes mamários de silicone. Presente na ação desde o primeiro ano, a empresa disponibiliza os implantes anatômicos da linha NATRELLE®, ideais para a reconstrução e que conferem um resultado mais natural.
 
O cirurgião Henrique Muller já atuava na área de reconstrução mamária antes de iniciar o projeto e, por isso, percebeu que havia uma oportunidade de prestar um serviço à população. “Comecei o Mutirão de Reconstrução Mamária por perceber que seria uma forma de ajudar pessoas que não têm condição de fazer o procedimento. A realização do projeto é muito importante para mim e para minha esposa, que sempre acompanha a ação de perto, pois sentimos que estamos fazendo a diferença”, conta o médico.
 
Simone Lopes, diretora executiva da AMUCC, destaca que são mais de 30 as integrantes do GAMA que aguardam uma oportunidade para se submeter ao procedimento reparador. “A reconstrução é uma parte do tratamento do câncer de mama por vezes esquecida. No Outubro Rosa, buscamos levantar a discussão de quão importante é que se cumpra a lei que determina a obrigatoriedade do procedimento pelo Sistema Único de Saúde”, afirma.
 
Além de colaborar com a autoestima destas mulheres, um dos principais objetivos da ação é chamar a atenção da população e dos órgãos públicos sobre a importância de se detectar o câncer precocemente. A iniciativa traz esclarecimentos sobre o tratamento adequado, a necessidade da mastectomia e, principalmente, colaborar para o retorno dessa mulher à sua rotina de vida com qualidade e autoestima.

   
Reconstrução mamária: um direito da mulher
 
A cirurgia de reparação da mama afetada pelo câncer é etapa fundamental no tratamento da doença, melhorando a qualidade de vida e resgatando a autoestima das pacientes. Pela sua importância na recuperação total do câncer de mama, a lei 12.802/2013 foi sancionada para garantir que todas as mulheres que forem submetidas à mastectomia no combate à doença tenham acesso à reconstrução mamária no Sistema Único de Saúde (SUS).
 
Embora a reconstrução seja um direito das mulheres, o Ministério da Saúde estima que foram realizadas pouco mais de 1300 cirurgias em 2012. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, das cerca de 20 mil mulheres que precisam se submeter à cirurgia de retirada das mamas, menos de 10% saem dos centros cirúrgicos com os seios reconstruídos.
 

Câncer de mama no Brasil

O câncer de mama é hoje o segundo tipo da doença mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres, segundo dados do INCA – Instituto Nacional de Câncer. No Brasil, as taxas de mortalidade continuam elevadas e a sobrevida média após cinco anos está em torno de 60%, enquanto em países com melhor desenvolvimento essa taxa fica em torno de 85%. A taxa de mortalidade do câncer de mama no Brasil justifica-se, muitas vezes, pelo diagnóstico tardio. A demora na detecção do câncer também pode impactar na sobrevida da mulher. O diagnóstico precoce pode evitar a necessidade de interferências mais drásticas, como a mastectomia radical (retirada total da mama).
 

Sobre a Allergan

No mercado há mais de 60 anos, a Allergan é uma empresa que atua em diversas especialidades na área de saúde. Comprometida com a descoberta e o desenvolvimento de avanços científicos, sua missão é oferecer tratamentos inovadores e significativos para que as pessoas possam alcançar seu potencial máximo de vida.

Presente em mais de 100 países, a Allergan conta com funcionários altamente qualificados e um portfólio global de produtos farmacêuticos: medicamentos de prescrição, isentos de prescrição, biológicos e dispositivos médicos. Utiliza recursos de última tecnologia em pesquisa e desenvolvimento para a fabricação e segurança de produtos que ajudam milhões de pacientes em todo o mundo.

A empresa iniciou sua trajetória com foco na saúde dos olhos. Hoje, a Allergan atua em diversas especialidades médicas, incluindo oftalmologia, neurociências, medicina estética, medicina estética dermatológica, estética de mama e urologia. A empresa se orgulha em celebrar mais de 60 anos de avanços médicos e apoio a pacientes e médicos que confiam nos seus produtos, juntamente com seus colaboradores e comunidades nas quais está presente.




Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre muito bem vindo!



Instagram

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários