Brinquedos podem trazer perigo oculto no Dia das Crianças



Na manhã da última terça, uma operação do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), na Galeria Pagé, Centro de São Paulo, apreendeu nada menos que 40 mil brinquedos considerados irregulares. Além de não contarem com nota fiscal, os itens tampouco atendiam aos padrões de segurança exigidos pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Hoje todo brinquedo comercializado no país, seja de origem nacional ou importado, precisa ser certificado quanto à segurança, visando evitar possíveis riscos aos usuários – neste caso as crianças.

"Testes como impacto, mordida e tração são realizados para verificar o surgimento de partes cortantes ou pontiagudas, que podem colocar em risco a saúde da criança. Se o brinquedo não é testado detalhadamente, pode se tornar um grande risco", chama a atenção Fernanda Cripa, Analista de Projetos da UL, empresa global de segurança de produtos com forte atuação no Brasil, e que desde 2015 é acreditada pelo INMETRO para certificação de brinquedos a serem comercializados no país.

O processo conta com testes que consideram o tipo de brinquedo, a composição dos materiais, a intenção de uso, a forma de utilização pela criança e a faixa etária para a qual o brinquedo é indicado. "Os ensaios para o segmento de brinquedos são extremamente rígidos e diversificados. Avaliamos desde a resistência a impactos, o que pode gerar pequenas peças que a criança venha a ingerir, por exemplo, passando pelo nível de ruído até inflamabilidade", completa Cripa.

Peças pequenas, que podem ser engolidas, ou aquelas com pontas perigosas e bordas cortantes inspiram mais cuidados, mas é preciso estar atendo a brinquedos que chegam ao mercado e são aparentemente inofensivos, como o hand spinner, nova febre entre a garotada e também podem causar problemas por não serem certificados.

Vendido de forma irregular, sem o selo do INMETRO, o hand spinner não oferece nenhuma garantia de segurança. Embora, ainda não haja registro de acidentes no Brasil, há relatos de ocorridos em outros países, que já indicam o alto potencial de acidente do brinquedo, como engasgo com as bilhas que possibilitam a engrenagem girar, cortes na face e lesões nos olhos provocados pelo impacto. No Texas, houve relato de uma menina que engoliu uma peça metálica, que ficou presa na sua garganta. "Crianças na fase oral levam tudo à boca, portanto, todo cuidado é pouco na hora de oferecer um brinquedo a elas", diz Fernanda.

Dicas para uma escolha segura para o dia das crianças:
- No caso de brinquedos, adquira apenas produtos com o selo do INMETRO.
- Verifique a faixa etária para a qual o brinquedo se destina indicada na embalagem – os produtos são avaliados considerando seu uso por crianças desta idade. Assim, seu manuseio por quem é mais novo ou mais velho pode causar riscos. Sempre siga a faixa etária para escolher o brinquedo adequado à idade da criança.
- Cuidado com brinquedos oferecidos no comércio informal, onde é grande o risco de falsificações – inclusive do selo do Inmetro.
- No caso de patins, patinetes e skates é importante adquirir os equipamentos de segurança recomendados (capacetes, joelheiras, cotoveleiras), além de evitar o seu uso em vias públicas o que pode ser perigoso à criança.
- No caso de eletrônicos, pesquise antes sua adequação para a faixa etária da criança.
- Boa parte dos problemas com eletrônicos ocorrem do manuseio inadequado de partes elétricas ou acidentes com baterias. Use sempre os cabos e carregadores originais do produto.
- É importante seguir corretamente as instruções do fabricante para carregamento de aparelho que contêm baterias, evitando sobrecargas (nunca deixar uma bateria carregando por tempo demais, por exemplo).
- Em todos os casos, leia sempre com atenção o manual de instruções do fabricante.
- Fique atento ao recall de brinquedos com problemas ou defeitos

Sobre a UL
A UL é uma empresa global independente de segurança que defende o progresso há mais de 120 anos. Seus quase 11.000 funcionários são guiados pela missão da UL que é promover o trabalho e ambientes de vida seguros para todas as pessoas. A companhia utiliza pesquisas e padrões para avançar de maneira contínua e atender a necessidades de segurança em constante evolução. No Brasil, a UL está há 16 anos prestando serviços de segurança que envolvem certificação, ensaio, avaliação, treinamento e validação, atendendo a uma grande variedade de indústrias e produtos, como válvulas industriais, tubulações, tanques e equipamentos eletroeletrônicos, brinquedos, fios e cabos, bens de informática, entre outros. . www.ul.com.br

UL Toys
A unidade de negócios Toys da UL está presente no Brasil desde 2015. A empresa realizou investimentos consideráveis em estrutura para atender o mercado local., Possui um total de quatro laboratórios proprios acreditados pelo INMETRO, baseado na Europa e Asia.
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre muito bem vindo!



Instagram

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários