A Importância da Música para o Bebê desde a Gestação


A gravidez é um período muito importante na vida da futura mamãe, do pai e do bebê que está para chegar, e muitos momentos dessa fase especial podem propiciar ainda mais o estreitamento das relações da família que está crescendo. Cantar para o bebê que está na barriga, por exemplo, é um deles.


Hábito muito comum que transcende épocas e está presente em praticamente todas as culturas, o gesto de cantar para o bebê durante a gravidez e após o nascimento da criança pode, inclusive, ser visto em pinturas antigas ou mesmo descrito em poesias. E, nos tempos atuais, são frequentes os relatos de mães e pais em relação aos benefícios desse ato, influenciando de forma positiva a gestante e o bebê ao produzir um efeito de relaxamento ou tranquilidade em ambos.

Alguns estudos demonstraram que a música quando ouvida pela gestante pode beneficiá-la, influenciando, por exemplo, na diminuição do estresse, da ansiedade, além de melhorar a qualidade do sono. Já quando a grávida canta para o bebê que está em formação em sua barriga, além presenteá-lo com o agradável tom de sua voz, ela reforça ainda mais o vínculo com seu filho.

O som ideal para o bebê
Os bebês já passam a reagir aos sons externos a partir da 21ª semana de gestação. E conforme a gestação avança, ele passa a ouvir melhor e é capaz de distinguir diferentes tipos de sons.

À medida que a gestação evolui, melhor se torna a capacidade de audição do futuro bebê. Por isso, mamães e papais podem usar bastante esse gesto para se aproximar dos filhos. E a escolha do estilo de música é livre, com exceção a sons de intensidades extremas, que não são recomendados. As canções devem ser gostosas e em um nível que seja agradável para a mamãe e não gere sensações ruins para o bebê.

Pensando nos benefícios de cantar para o bebê durante a gestação, recentemente Bepantol® Baby lançou uma campanha publicitária com a cantora Anna Ratto para apresentar o Bepantol® Baby Extra Proteção – feito para bebês de até 12 meses – e reforçar a importância desse gesto, que começa quando o bebê ainda está se formando no útero e deve seguir até os seus primeiros anos de vida.

Sobre a Linha Bepantol® Baby
Sempre pensando no bem-estar das mamães e dos papais, a Bayer oferece a linha Bepantol® Baby, a evolução dos antiassaduras. O creme tradicional produz dupla proteção, pois cria uma barreira protetora transparente, com o auxílio da lanolina, e tem pró-vitamina B5, que age aumentando a resistência da pele contra assaduras. Além disso, Bepantol®Baby é de fácil aplicação e remoção. Não contém fragrâncias, corantes e conservantes que podem irritar a pele sensível do bebê.

Recentemente, a marca lançou o Bepantol® Baby Extra Proteção que fornece o cuidado e a proteção que o bebê precisa inclusive no primeiro ano de vida. Com hidratantes de origem natural que evitam o ressecamento, também possui em sua composição a pró-vitamina B5 e lanolina, que mantêm a pele macia, hidratada e reforça a proteção contra assaduras.

Além disso, Bepantol® Baby Extra Proteção contém também a vitamina B3, que neutraliza as enzimas nocivas do cocô, dando proteção extra para a pele delicada do bebê. Como outros produtos da linha Bepantol Baby, não possui corantes, perfumes, parabenos, álcool e conservantes.

Preço médio sugerido de Bepantol® Baby:
30 gramas – R$ 16,10
60 gramas – R$ 27,30
100 gramas – R$ 42,30

Preço médio sugerido de Bepantol® Baby Extra Proteção: R$ 34,90

Bayer: Ciência para uma vida melhor
A Bayer é uma empresa global focada em Ciências da Vida nas áreas de cuidados com a saúde humana e animal e agricultura. Seus produtos e serviços são desenvolvidos para beneficiar as pessoas e melhorar sua qualidade de vida. Além disso, a companhia objetiva criar valor por meio da inovação. A Bayer é comprometida com os princípios do desenvolvimento sustentável e com suas responsabilidades sociais e éticas como uma empresa cidadã. Em 2015, o grupo empregou cerca de 117 mil pessoas e obteve vendas de 46,3 bilhões de euros. Os investimentos totalizaram 2,6 bilhões de euros e as despesas com Pesquisa & Desenvolvimento somaram 4,3 bilhões de euros. Esses números incluem os negócios de polímeros de alta tecnologia, que foram lançados no mercado de ações como companhia independente nomeada Covestro, em 6 de outubro de 2015.
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+


Instagram

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários