Cinco dicas para prevenir acidentes domésticos com crianças


De acordo com o Ministério da Saúde, as mortes de crianças de até um ano envolvidas em acidentes domésticos diminuíram na última década: em 2000, foram 376 mortes e em 2010, 253. Mas o número ainda é preocupante e todo o cuidado é pouco com os pequenos. Até os cinco anos aproximadamente, eles não tem noção do perigo. Muitos, inclusive, repetem os mesmos riscos sem saber que podem ser machucar novamente.

Por esses motivos, alguns cuidados são essenciais e situações como asfixia, afogamento, cortes, quedas e queimaduras, por exemplo, podem ser evitadas. Quem alerta é Amanda Teixeira, coordenadora de desenvolvimento da Tutti Baby, especializada em produtos infantis. “A maioria dos acidentes pode não ocorrer se a criança estiver sempre acompanhada dos pais ou responsáveis. Com os pequenos, temos que estar sempre de olhos bem abertos”, diz. 

Amanda indica outras cinco orientações para alertar aos pais e responsáveis:

Ler o manual de instruções e seguir as orientações
Antes de utilizar ou instalar qualquer item, é preciso ler as instruções contidas no manual. “E quando se trata da segurança dos filhos, esse hábito deve ser seguido à risca. As crianças podem ser resguardadas de muitos acidentes ou situações indesejadas com essa simples prática”, destaca. Após a leitura e instalação, o manual deve ser guardado para consultas futuras.

Verificar a procedência do item
Todos os produtos comprados para as crianças, seja para o transporte, passeios, brincadeiras ou qualquer outra atividade, devem ter a certificação do Inmetro. É esse selo que atesta a qualidade e que o artigo foi fabricado de acordo com as normas brasileiras de segurança. 

No carrinho
Uma das orientações mais importantes é nunca deixar o seu filho sozinho no carrinho. Além disso, ajuste o cinto de segurança na criança sempre que for utilizado e bolsas ou outros objetos pesados não podem ser pendurados na alça, para evitar tombamentos. “É fundamental também que crianças acima do peso estipulado para o produto não sejam transportadas nele, por isso observe para qual tamanho é destinado. E claro, verifique se o sistema de travas e freios está acionado a cada uso, principalmente quando o carrinho estiver parado. Outra orientação válida é de nunca utilizá-lo em escadas rolantes”, orienta. 

No carrinho, a criança deve estar sempre de cinto de segurança e sob supervisão de um adulto. Imagem: divulgação.


Na cadeira de alimentação
Além das dicas básicas de não utilizar a cadeira sem o cinto de segurança e verificar se o peso da criança condiz com o limite do produto, Amanda afirma que alguns itens necessitam de manutenção e revisão. “Os parafusos, por exemplo, devem ser verificados sempre. Além disso, algumas cadeiras são presas ao chão com ventosas, que também merecem atenção esporádica. Já se a cadeira for compacta, de fixar na mesa, verifique se ela está bem presa cada vez que utilizar e se o tampo é adequado para esse tipo de item”, ressalta.



É importante verificar o sistema de travas da cadeira de alimentação a cada uso. Imagem: divulgação.

No berço portátil
Em hipótese alguma, a criança pode ficar sozinha em berços portáteis ou cercado, essa é a regra básica. “Nesse tipo de equipamento, duas outras dicas são muito importantes: não utilize colchão que não seja indicado pelo fabricante e não deixe objetos que sirvam de apoio para a criança subir e sair do cercado ou que possam causar sufocamento”, finaliza a profissional. 

Sobre a Tutti Baby
Com sede em Massaranduba (SC), a Tutti Baby faz parte do Grupo Zanotti e é especializada em fabricação de produtos para bebês, que englobam os grupos Passeio (carrinhos), Retenção (cadeirinhas para automóvel e bebê conforto), Casa (cercado, berço portátil e grade para porta), Alimentação (cadeiras) e Puericultura Leve (banheiras, troninhos, assento redutor, saboneteiras e suporte para banheira).

Possui mais de 10 anos de atuação e está presente em todo o território brasileiro, com mais de 1,6 mil pontos de venda.


Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

9 comentários:

  1. Muito bom!

    Importante ter cuidado com os filhos mesmo no ambiente caseiro pois existem inumeros perigos camuflados!

    Bjus, Bjus amore!

    Aline Laitarte - http://www.bomboneca.com
    Insta: @alinesalaitarte

    ResponderExcluir
  2. São ótimas dicas Ariane.
    O que mais vejo é bebê prendendo o dedinho em travas de seguranças ou até caindo por falta da mãe ou parente esquecer de colocar o cinto.
    Beijos!

    Blog Pam Lepletier

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga eu já levei susto com o cadeirão. Não sei como a Lara soltou o cinto e quando vi estava no chão. Até hoje não sei se saiu ou se caiu. Ela já tinha mais de um ano.

      Excluir
  3. Muito importante essas dicas. Criança inspira muitos cuidados mesmo.
    Um beijo!
    www.impulsofeminino.com

    ResponderExcluir
  4. Ari ótimas dicas,
    EU não tenho filhos rs, mas fica a dica pra quem tem
    Kisses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ter certeza que para uma mãe, principalmente as de primeira viagem, essas dicas valem ouro!

      Excluir
  5. Excelentes essas dicas... com criança é tão fácil acontecer um acidente, que sempre é bem vinda uma conversa sobre segurança! Façamos nossa parte para protegê-los sempre!
    Super beijo
    www.mamaeaprendiz.com

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Google+ Followers

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários