Os sintomas da dengue: Prevenção e cuidados!


A dengue é um problema de saúde pública e nunca foi tão frequente no sudeste do país, que acumula 64,7% dos casos. A escassez de água e a necessidade de armazená-la de forma doméstica criou um cenário favorável para o aumento da incidência da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Só em 2015, foram registrados mais de 224 mil casos.

Os sintomas mais comuns são febre alta, dores de cabeça e no corpo, náuseas e vômitos. Incômodos similares são diagnosticados na febre Chikungunya, doença mais frequente na África e na Ásia, diagnosticada no Brasil pela primeira vez em 2010, e assim como a dengue, também é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. De caráter epidêmico, porém pouco letal, é caracterizada principalmente pela forte dor nas articulações e espalhou-se pelo país, que hoje contabiliza 1049 casos, a maioria registrados no Norte do País. Para ambas as viroses – dengue e febre Chikungunya – a recomendação é procurar o atendimento médico o mais rápido possível, hidratar-se, tomando líquidos, e repousar. Segundo o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde, os medicamentos mais indicados para eliminar os sintomas são os a base de paracetamol, como o Tylenol®, que reduz os incômodos em até 30 minutos.

A dengue sempre foi um foco de preocupação e investimentos da marca, no sentido de educar e informar a população sobre a doença e sobre sua prevenção. Organizou ações educativas e campanhas para a população, assim como painéis científicos para atualização do tema junto aos médicos. Apoiou o I Painel de Atualização sobre a Dengue, desenvolvido pela Sociedade de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro (SIERJ), e continua atuante na tentativa de reduzir os malefícios da doença.

O médico Estevão Portela Nunes, mestre e doutor em doenças infecciosas e parasitária pela UFRJ e pesquisador pelo Instituto de Pesquisa FioCruz esclarece sobre os efeitos de alguns princípios ativos comuns para que, em caso de suspeita de dengue, o paciente tome os cuidados adequados.

Paracetamol:
O mais indicado e seguro, principalmente se for usado em baixa dosagem, menos de 2 gramas por dia.


Ácido acetilsalicílico: 
Não é mais um medicamento indicado para alívio de dor ou para redução da febre. Hoje é entendido mais como um coadjuvante no tratamento de problemas cardiovasculares. Não é recomendado usar durante a dengue, verificar com o médico.

Ibuprofeno:
O consenso asiático e o documento da World Health Organization (WHO) consideram o uso desse medicamento inadequado e até mesmo contraindicado, devido a sua ação anti-inflamatória interferir com a cascata da coagulação, homeostase renal e secreções gástricas. Em tese, um efeito antitérmico isolado pode ser obtido utilizando doses reduzidas do Ibuprofeno, porém é difícil prever com segurança sua eficácia para casos de dengue.

Dipirona:
Requer cuidado. Estudo espanhol recente indica que esse ativo pode agravar os sintomas da dengue. É apenas um estudo porém já sinaliza alerta quanto ao uso para dengue.


Fonte do estudo: 
Diaz-Quijano FA, Villar-Centeno LA, Martinez-Vega RA. [Effectiveness of early dipyrone administration on severity of dengue virus infection in a prospective cohort]. Enferm Infecc Microbiol Clin. 2005 Dec; 23(10):593-597

Conheça mais sobre o portfólio e indicações de TYLENOL®:

TYLENOL® Bebê Gotas - Indicado para crianças de até 20Kg para a redução da febre e para o alívio temporário de dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor de dente, dor de garganta e reações pós-vacinais. 

TYLENOL ®Criança Líquido em Suspensão - Indicado para crianças de 20Kg até 43Kg para a redução da febre e para o alívio temporário de dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor de dente, dor de garganta e reações pós-vacinais. 

TYLENOL® Gotas - Indicado, em adultos, para a redução da febre e para o alívio temporário de dores como: dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores associadas a artrites e dismenorréias.

TYLENOL® 500mg e 750 mg - Indicado para alívio temporário de dores associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, dores associadas a artrites, cólicas menstruais e para redução da febre.

TYLENOL ®DC – Dor de Cabeça- Indicado para o alívio sintomático das dores de cabeça. 


Sobre TYLENOL® (www.tylenol.com.br)
Formulado em 1955, o medicamento foi lançado no mercado americano, de forma inovadora, como uma alternativa para aliviar a dor sem contar o ácido acetilsalicílico na formulação. Chegou ao Brasil em 1974, tornando-se um dos analgésicos mais conhecidos e recomendados pelos médicos. É indicado para a redução da febre e de dores como de cabeça, de dente, nas costas e musculares entre outros incômodos associados a atrite, cólicas menstruais, gripes, reações pós-vacinais, resfriados. É indicado a pessoas de todas as idades, desde a primeira infância e gestação até a maturidade.
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

5 comentários:

  1. Ariane, Adorei seu post!
    Super explicativo...
    Aqui na minha cidade ainda não teve nenhum caso, mas é bom sempre ficar atenta!
    Beijos ♡
    Blog da Elen
    FanPageBlogdaElen

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post!
    Quanto mais informações forem passadas as pessoas, mais conscientes elas vão estar de como prevenir e se cuidar caso tenham a doença.

    beijinhos ;*
    http://noostillo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A dengue está aí precisamos tomar muito cuidado,

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito bem vindo!



Instagram

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários