Como prevenir a obesidade na infância?


Nas fases iniciais da infância os Pediatras pesam e medem as crianças com a finalidade de analisar os padrões de crescimento e compará-los com as tabelas de referência. Isto permite dentre outras coisas verificar se a nutrição está adequada.

Estudos têm mostrado que o excesso de peso entre o nascimento e os dois anos de idade são de grande valor para predizer a obesidade na adolescência. Além disso, este fato também acarreta maior probabilidade de hipertensão arterial na idade adulta, bem como alterações do colesterol, diabetes e asma.




Para evitar estas intercorrências os Pediatras têm orientado os cuidadores quanto aos benefícios e efeitos de proteção da amamentação. É importante que se conscientize a todos de que os substitutos do leite materno sejam adequados, em caso de necessidade, utilizando-se fórmulas infantis próprias à idade. Dentre estas fórmulas, as mais adequadas são aquelas com teores mais baixos de proteína, assemelhando-se às concentrações encontradas no leite materno.

Em todo o mundo tem ocorrido um rápido aumento da prevalência da obesidade, principalmente devido a alterações comportamentais e do meio em que a criança vive relacionada à dieta e à inatividade. O importante aumento da obesidade tem coincidido com as mudanças de como as crianças gastam seu tempo, resultando na diminuição da atividade física e de aumento no comportamento sedentário. Isto está associado ao maior tempo gasto assistindo televisão, jogando videogames, surfando na internet e usando celulares. Este fato é decorrente de alteração no contexto político e social, com perda de espaços para recreação, falta de locais seguros para caminhar ou passear de bicicleta, uso alimentos industrializados de alto teor energético e pela falta de promoção da saúde.



O modo de ajudar as crianças a manter um peso saudável seria estimular os pais e familiares ou cuidadores a:

* Garantir que as crianças tenham refeições regulares, inclusive com um bom café da manhã, de preferência com a companhia de adultos e sem distrações, como assistir televisão.

* Dar atenção à criança, estimulando a comer sozinha ao invés de dar a comida.

* Separar as refeições de outras atividades.

* Ensinar a comer quando tiver fome.

* Evitar classificar os alimentos como “bons” ou “ruins”.

* Não comprar alimentos considerados inadequados.

* Conferir os alimentos oferecidos na creche ou escola.

Por estes motivos têm-se considerado como muito importantes as intervenções nutricionais nos primeiros 1000 dias de vida (desde a concepção até os dois anos de idade), sendo este considerado um período de oportunidades de se prevenir a obesidade e suas consequências na idade adulta.



Dr. Allessio Fiore Sandri Junior
PEDIATRA - CRM/PR 14606


Fonte:



Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

4 comentários:

  1. Adorei o post...
    Beijos!!!
    nailmypassion.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora se fale muito de obesidade, pouco se faz para resolver o problema :/

      Excluir
  2. Adorei as dicas, esse problema tem que ser controlado desce cedo mesmo.

    Obrigada pela visita no blog, :))

    BLOG: http://tudodiferentecomsamaralima.blogspot.com.br/
    Instagram: @samaralima_03
    Twitter: @SamaraL33

    Big beijos, *-*

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito bem vindo!



Instagram

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários