Maternidade: Os três medos típicos dos primeiros dias




Depois de ter o bebê e passar os primeiros dias no hospital, a gente não vê a hora de ir pra casa e começar a nova rotina com o bebê. A adaptação é fundamental para que a família e o bebê se ajustem a uma nova rotina. Mas o que esperar assim que você abrir a porta da sua casa?

Claro que os primeiros dias não são fáceis. Além dos cuidados com o bebê tem o pós-parto e também a dieta. Então, contar com a ajuda de uma pessoa mais experiente nesses primeiros dias é fundamental. Além disso, algumas preocupações surgem o que é perfeitamente normal.

Segundo pesquisas, os três principais medos das mamãe no momento em que retornam ao seu lar com o bebê nos brãos são:


Será que o bebê está respirando?

Muito se fala da síndrome da morte súbida, comum nos primeiros meses de vida. Então, o instinto materno nos leva a verificar a todo momento se o nosso bebê está realmente respirando. As vezes, eu colocava até a mão na barriga da Lara só pra ter certeza. Na hora de dormir então eu ficava apavorada. O meu marido, também papai de primeira viagem, resolveu investir pesado e comprou o ultra moderno aparelho Angel Care, que além de babá eletrônica com câmera e sensor de som, vem com um dispositivo que é colocado abaixo do colchão do berço e que detecta os mínimos movimentos do bebê, como a sua respeiração. Assim, se o bebê não se mover por mais de 30 segundos, um alarme é disparado automaticamente. 

Confesso que fiquei mais tranquila com o Angel Care, pois além da síndrome da morte súbida o bebê podia se afogar com o próprio vômito ou a saliva, ou ainda se enrolar com o lençol do berço e se sufocar. Alguns amigos e parentes nos chamaram de paranóicos, mas o importante é estar sempre atento!


E se o bebê cair e bater a cabeça?

Nos primeiros dias isso parece impossível, já que o bebê ainda não se move a ponto de virar. No entanto, o ideal é não facilitar e redobrar a atenção. Nunca deixe o bebê sozinho na cama, na banheira ou no trocador. E, se o pior acontecer, ligue para o seu pediatra e procure o hospital mais próximo urgentemente.


Nos primeiros dias é melhor não lavar a cabeça do bebê para não afundar a moleira?

Isso é mito. Os antigos muito falavam sobre os riscos de "abrir" a moleira. Não é assim não. O bebê pode, e porque não, ter sim seus cabelos e a cabeça lavados na hora do banho pois isso não afunda a moleira. Assim como os órgão genitais e o cordão umbilical, a cabeça também precisa ser higienizada. Atenção especial apenas para que não entre água nos ouvidos, para que o bebê não tenha dores.

Outra coisa super importante é não esquecer de cortar as unhas do seu bebê. Sim, e como elas crescem! O ideal é cortá-las uma vez por semana, usando sempre uma tesoura sem pontas especialmente desenvolvidas para bebês.

Que compartilhar suas angústias e seus bons momentos com outras mamães? Deixe seu comentário!


bjus





Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Google+

Um comentário:

  1. acabei de conhecer seu blog,e to seguindo,quero muito te ver la no point tambe....
    bjokas
    www.pointdosorteio.blogspot.com.br
    curta a nova fanpage para blogueiras nota 10 https://www.facebook.com/asmelhoresblogueiras bora fazer-la crescer?

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Arquivos

Dados do blog

Dias online
Postagens
comentários